O antigo diário, arquivado, desactivado...

Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Este sábado fui mais a S. passear para o Parque das Nações, o passeio dos tristes. Devem ter passado uns dois ou três anos desde que lá fomos a última vez...

 

Estacionei ao pé da marina (que não havia mas já está a ser feita), e toca de ir andar.

 

Foi triste mesmo... Lojas fechadas, aquele edifício onde havia uma discoteca e restaurantes, vazio, ao abandono, os barcos/restaurantes que estavam no rio, quase a afundar (o Titanix foi o meu primeiro cliente), o Bugix já não existe (também era meu cliente), os Jardins de Água quase sem água (não deu para brincar com as maquinetas)... Triste...

 

Quando chegamos ao pé do Oceanário já se via mais gente. Miúdos no jardim, pessoal a andar de bicicleta e naqueles carros a pedais (fizeram-me lembrar o Campo Grande) e, claro a música brasileira...

 

Resolvemos ir ver os peixes. Nunca tínhamos ido, e resolvemos aproveitar.

 

Começou logo mal : 11 Euros cada entrada. 11!!! Pensei : "Isto deve ser mesmo um espectáculo!". Engano! Depois, na rampa de acesso, apanhei um cagaço de todo o tamanho com os barulhos de animais em altos berros! Lá entramos, a menina disse para desligar o telemóvel e fotos sem flash. Acho que ela só nos disse a nós para não usarmos flash, porque toda a gente achava que devia fazer bem aos peixinhos levar com um clarão nos olhos... O que interessa é que as fotos iam ficar boas, se tirarmos o reflexo que os vidros fazem... Otários... Claro que desliguei o flash da máquina do telemóvel...

 

Lá seguimos atrás da carneirada e logo no primeiro aquário (o maior) o que eu vejo? ATUM!!! Bem giro, pá... Atum sem ser em lata... A nadar ao lado de tubarões, barracudas, raias... De repente, aparece o Peixe-lua!!! Deve ser a estrela lá do sítio. O peixe é mesmo grande!!! E lento, muito lento... O que é bom porque dá para tirar muitas fotos. Numa delas, sem querer, apanhei o bicho a fazer as suas necessidades... Ficou uma foto bem catita... Ou então, não!

 

Continuamos a visita e vimos mais peixes, poucos... Chegamos ao tão ansiado TANQUE DAS LONTRAS, ontras, ontras, ontras..... Ou focas, como ouvi dizer... Os animais lá andavam, de papo para o ar, até que uma delas começou a morder a outra. Suponho que tenha sido a Amália a dar nas orelhas do Eusébio porque a casa estava cheia de algas, que ele ainda não tinha arranjado os caranguejos para o jantar... O costume. Claro que toda a gente começou a tirar fotos e a dizer: "OHHH! Tão giro... As focas são tão fofinhas...". PELAMORDEDEUS!!! Vejam o National Geographic!! Adiante... Passamos para o Índico. Que calor e humidade!! Vamos dar a volta pela floresta. Que giro... Árvores... E umas rolas pequeninas... Boa, boa... A minha dor de cabeça, que vinha a aumentar desde que entrámos (devia ser por causa do efeito de lupa dos vidros dos aquários), ali esteve quase a atingir o máximo. Continuámos, mais ATUM, e acabou... Achei piada que para sair tínhamos que passar pela loja... Não gostei muito... É um bocado fraquinha, não há apoio de ninguém do Oceanário... O próximo aquário que vou ver, vai ser o Vasco da Gama. A ver se ainda está como me lembro (duvido...)


Viemos embora, mas antes tive que beber um café e uma água das pedras numa esplanada ao pé da futura marina . Já não aguentava mais a dor... Não melhorou...


Valeu o passeio, sempre saí de casa, apanhei ar, lembrei-me de como era o Parque das Nações, perdi 11 Euros... Enfim...


sinto-me: melhorzinho, obrigado...
publicado por Tenrinho às 08:14
link do post | comentar | ver comentários (7) | | | favorito

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

No Domingo resolvi ir ao Robotarium , em Alverca. Já andava com essa ideia há uns meses mas a preguiça ou a falta de tempo ou de sol não deixaram ir. Aquilo até é de borla!
Basicamente aquilo é um jardim zoológico de robots. Há vários, com diferentes "personalidades" e interacções . Sim, eles interagem com o público! Quero dizer, mais ou menos, muito pouco... Quando vi o SITE, até me pareceu muito interessante. Quando cheguei lá, todo entusiasmado, chego-me ao pé do recinto e vejo os bicharocos quietos... Não se mexiam. Só uns que estão pendurados do tecto e outros que estão ao pé do vidro se moviam... Os outros lá estavam, quietos. Eles são movidos a energia solar e se calhar o Sol de Outono não tenha "pujança" para os pôr a andar... Foi um bocado (MUITO) decepcionante. Valeu pelo passeio e por ter saído de casa. Mais valia ter ido ao Museu do Ar (saudades...).

Ainda vou escrever ao Sr. que fez aquilo (um artista plástico que usa ROBOTS para fazer arte) a pedir-lhe o dinheiro que gastei no gasóleo...

sinto-me: BUUUUU!!
publicado por Tenrinho às 09:01
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


últ. comentários
Muito obrigado!
Sejas benvido e boa sorte para o teu futuro!
Realmente o texto é muito bom.Beijinhos e boa sema...
O blog vai continuar, só muda de endereço. O resto...
Ooooooooohhhhhhhhhhhhhhh, mas eu quero a continuaç...
Já me tinham passado esse desafio. Vou responder a...
Por vezes é preciso acalmar para ganhar balanço.Be...
Tens um desafio no meu blog, passa por lá.Bjs
A tua passagem de ano, foi muito identica a minha....
Vou tentar responder...Abraços.

blogs SAPO


Universidade de Aveiro