O antigo diário, arquivado, desactivado...

Segunda-feira, 5 de Maio de 2008
Já devia ter escrito este post no Dia do Pai ...

Parece que, depois dos trinta (quase nos 33...), começo a dar mais importância a certas coisas e fazer uma "revisão" do que foi a minha vida.

Não fui uma criança fácil, sempre às turras com a minha irmã e a arreliar os meus pais com birras. Como adolescente ainda fui pior : a minha "fase do armário" durou muito tempo (acho que ainda não passou...), e então achava que o papel dos meus pais era lixar-me a vida, nunca me deixavam fazer o que eu queria, quando eu queria. Era falso, claro. Tudo o que eles queriam era dar-me uma educação como deve ser (acho que não se sairam mal...). Mas não era isso que eu achava. Achava que eles não gostavam de mim, que davam tudo à minha irmã e eu não levava nada, cheguei até a pensar que era adoptado!!

Claro que era panca minha...

NUNCA me faltou nada. Nem mimos, nem amor, nem amizade.

O meu Pai sempre trabalhou muito para nos conseguir dar o que precisavamos (e o que queriamos). Por isso, e porque o meu Pai era,e é, um Profissional (no trabalho e como Pai), haviam muitos serões e trabalhos ao fim-de-semana. Aliás, o meu primeiro emprego pago, foi ajudar o meu pai a envelopar recibos a 10 centavos cada...

Aqui há uns meses, ao levar o meu Pai ao Centro de Saúde depois de mais uma crise nas costas, e depois de lhe ter dado na cabeça por não me ter avisado mais cedo, veio-me com uma conversa que não esteve tão presente como desejava e que tinha pena por isso. Isto foi dito com uma lágrima no canto do olho que foi prontamente disfarçada.

Parece que é parvo!!!

Esteve SEMPRE presente quando foi preciso! Quando foi preciso educação, amor, carinho, paciência, estava lá. Então os passeios pelo Monsanto, as corridas, o "Castelo é Nosso", o Carvoeiro mais a pesca no Algar-Seco, as visitas aos clientes e que nos punhamos atrás dos carros na auto-estrada para ver se abrandavam, as aulas de condução na rua da Avó Laura... Tanta coisa...


Por isto e muito mais :

PAI, ADORO-TE!

sinto-me: grato
tags: ,
publicado por Tenrinho às 15:50
link do post | favorito

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


últ. comentários
Muito obrigado!
Sejas benvido e boa sorte para o teu futuro!
Realmente o texto é muito bom.Beijinhos e boa sema...
O blog vai continuar, só muda de endereço. O resto...
Ooooooooohhhhhhhhhhhhhhh, mas eu quero a continuaç...
Já me tinham passado esse desafio. Vou responder a...
Por vezes é preciso acalmar para ganhar balanço.Be...
Tens um desafio no meu blog, passa por lá.Bjs
A tua passagem de ano, foi muito identica a minha....
Vou tentar responder...Abraços.
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro